Texto: Dênnys D`Lima
Imagens: Dryângela Silva

03 12 14 Praia Nossa

Juntar pessoas para resolver um problema muito sério do meio ambiente causado por boa parte da população, para não ficar dependendo que o tempo se encarregue em resolver, ou esperar que o governo tome como prioridade de politicas publicas a praia que as próprias pessoas usam, tanto para o banho e lazer, quanto para o trabalho.

Foi com esse objetivo que os alunos do 7a Período de Publicidade e Propaganda da Faculdade Metropolitana, coordenaram o projeto Praia Nossa, que acontece na manhã desse domingo (30/11), na praia de Piedade, próximo à Igreja Nossa Senhora de Piedade.

Sob a orientação do Professor Matson Cysneiros, idealizador do projeto, os alunos ficaram satisfeito com o resultado alcançado. O projeto visa o cuidado consciente do uso da praia, um importante ecossistema para a população. Foi uma manhã de varias atividades social: aferição de pressão, distribuição de panfletos e sacolas aos banhistas e trabalhadores, entre outras, sensibilizando a todos a não colocar o lixo no lugar inadequado, fazendo com que a praia seja um ambiente adequado para conviver.

O projeto mobilizou os alunos de Fisioterapia e Turismo, além de professores e funcionários da instituição, teve o apoio da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes que cedeu o espaço, mas para que as ações ocorressem, o projeto teve o apoio fundamental das empresas, Mega Transfer, Cúpula Comunicação Visual, Transwinter, Finger Piedade, Dori Decorações, Bar Tenders Drink’s.

A Balla Produções, empresa no seguimento de produção de evento, foi à força importante para reunir todas essas empresas para que o projeto saísse do papel e acontecesse.

“A proposta é que esse projeto torne-se um comete, juntado mais e mais pessoas com o objetivo de que ele aconteça todos os anos. Fico feliz em ver a proporção organizacional em que o projeto tomou”. Falou Matson Cysneiros que há sete anos vem idealizando.

O “Praia Nossa” chega a sua 8a edição conscientizando a população de manter a praia adequada para o banho, trabalho e o lazer da população. Para Claudio, Paulista de 48 anos, que está em Pernambuco há três meses a trabalho, essa é uma ideia correta e de suma importância para a preservação dos nossos corais e do ecossistema como o todo. Ele falou que em São Paulo as pessoas já levam suas sacolas quando vão à praia. “É de iniciativa importante como essa que precisamos todos os dias, só assim, de forma consciente, todo mundo sai ganhando se mantiver uma praia melhor para utilizar”. Ressaltou, satisfeito ao ser abordado pelos alunos.